FRALDAS

Acho que todo mundo já assistiu um filme, que mostra um quintal imenso

cheio de lençóis bem branquinhos ao vento..


Agora fechem os olhos e imaginem este mesmo quintal, os mesmos varais

mas com fraldas, muitas fraldas, também branquinhas mas fraldas de

adultos.....


Sim há 35 anos atrás, as fraldas usadas eram de pano, grande cueiros(

para quem hoje em dia já ouviu falar em cueiro), era preciso mandar

fazer, ou improvisar


quando não secavam em tempo de inverno.


E para segurar o xixi? Caças plásticas, iguais as das crianças, que

também tinham que ser feitas nas costureiras, eraa difícil encontrar

casas especializadas


e tinham que ser encomendadas.


Hoje, levamos o paciente ao banheiro, tira a fralda, faz-se assepsia,

coloca a limpa, coloca a roupa e quem olhar muitas vezes nem vai notar

que ele está de fralda.


A variedade é imensa: fraldões que parecem um absorvente, que se fecham

nas laterais como as de bebê, calcinhas, com gel, com barreiras, etc.

etc.


Ajudou a autoestima de que precisa usar, sem que ninguém saiba, é como

usar aqueles protetores de dentadura e sorrir, é sair e se sentir bem em

qualquer lugar.


e não estou falando do de quem usa, mas para a família também, que tem

mais liberdade para levar seus entes queridos, para passear de uma forma

mais cômoda.


Viva a praticidade.


Lia

Em Destaque
Posts Recentes